quarta-feira, 5 de março de 2008

Muito pesado...

Não estou bem lembrada dos detalhes da história do mito, mas o que aconteceria se Atlas, o titã amaldiçoado por Zeus a carregar o mundo nas costas por toda a eternidade, se insurgisse contra o tal castigo e atirasse a porra do globo escada abaixo, num surto psicótico de falta de paciência? O que aconteceria? Alguém pode me dizer? Ou será que ninguém sabe? Se ele atira o mundo longe, será que o mundo explode na queda? Ou ele nem consegue se livrar do fardo porque acha que não teria mais capacidade de andar tão leve? Titã burro. Tem mais é que se ferrar. Parece que até Hércules o passou pra trás. Mas agora não lembro bem como foi. Se quiserem saber, ponham no Google. Estou cansada. Meu globo está colado com super-bonder. Hoje estou com vontade de pagar o preço da pele arrancada e me livrar desse peso todo. Eu quero ser feliz! Só isso! É pedir demais? Seria a minha felicidade um impeditivo da felicidade dos outros? Começo a pensar que devo ser muito relevante à humanidade, porque tudo que faço pode ter conseqüências hediondas. As pessoas estão tão sem foco próprio. Vão procurar as suas turmas e sejam felizes. Eu realmente quero que as pessoas sejam muito felizes. Apenas me deixem viver a vida sem amarras, sem impossibilidades, sem chão de ovos! Vai chegar a hora em que vou acabar mudando de mito. O dia em que eu acordar sentindo-me como Zeus, saiam de perto.

7 comentários:

Anônimo disse...

Luciana
Te ver feliz é a única coisa capaz de compensar a tua ausência. Devemos viver essa vida com intensidade, sem medo, sem remorço. Temos que esgotá-la antes de chegarmos ao final. Quem não conseguir acompanhar que fique pelo caminho. Não são as pessoas que nos colocam amarras, somos nós que temos receio de soltar a ponta da corda que nos prende. Devemos viver como Zeus todos os dias. Beijos.

Anônimo disse...

Queria muito de ajudar, te apoiar, sem precisar pisar em ovos.

Luciana F. disse...

putz, mas é o festival do anonimato...

Anônimo disse...

Acho que vc sabe quem é!

Germano V. Xavier disse...

Eita que moça danada, sô!
Eu não saio de perto de jeito nenhum... quero mesmo é ver a cor de tua chama!

Adorei o desabafo!
Beijos, Lu!
Aparece...

Luciana F. disse...

Oi Germano! Pois é, tem horas que só desabafando desse jeito mesmo! É minha terapia!!!BJos

Germano V. Xavier disse...

Lu, tem um texto pra você lá no Clube!

Aparece...

Um beijo na alma!
Germano