quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

3.1 (turbo)

É. Hoje já não tenho mais 30 anos. Nossa, as pessoas me escrevem coisas e me fazem chorar. Por isso que eu ODEIO comemorar aniversários! não é porque eu sou insensível. É o extremo oposto. Acho que vou desagradar o mundo hoje. Mas, afinal de contas, quem está de aniversário sou eu, não é mesmo?

Um comentário:

Germano V. Xavier disse...

Lu, meu presente é um vento. O próximo ventinho que tocar tua pele lhe dirá que aqui, um pouco longe de onde estás, há um sujeito que passou a te admirar como pessoa e aspirante a escritora. Sinto, mesmo daqui, que és uma menina especial e de coração farto. Teus olhos não negam tua doçura, refletem tua soberania enquanto mulher.

Fica aqui o meu desejo de que outros 31 anos lhe surjam e possam trazer a sabedoria necessária para você se tornar uma mulher ainda mais preciosa e rara do que já és...

Um abraço carinhoso e um beijo em teu coração,do seu amigo de leituras...

Que Deus te ilumine sempre!!!

Germano