quarta-feira, 31 de outubro de 2007

O pior não é isso...

Há pouco, em aula, o professor dizia que deve ser mesmo complicado o advogado (ele é juiz) dizer pro cliente que o processo não teve êxito. Um colega e eu, em uníssono, dissemos: O pior não é isso. O pior é dizer que juízes diferentes julgaram processos de natureza idêntica, do mesmo cliente, de formas diametralmente opostas.
Agora, pensando na vida em geral, me dei conta de que, em muitas vezes, o pior não é aquilo que a nós se apresenta, mas outra coisa qualquer que, em comparação, amenizaria aquele pior inicial. Isto é, se há uma situação ruim, certamente há outra pior por aí. É a tal da relativização. Particularmente, pelo instinto megalomaníaco, tendo a pensar que os fatos da minha vida são de uma intensidade sem precedentes. Estou sempre operando no limite. Contudo, em determinados lapsos de sanidade, me olho de fora e consigo relativizar. Não é fácil, especialmente para quem analisa tantas mensagens mentais simultâneas e às vezes acha que vai enlouquecer. De qualquer modo, vale o exercício.
Assim, por exemplo, tomemos três coisas que, neste momento, me incomodam:
Estou ansiosa porque alguns planos demoram a se concretizar;
Estou estressada com confusões profissionais;
Estou sufocada com questões emocionais.
Mas o pior não é isso. O pior é que, em 2014, quando o Brasil sediar a Copa, vai haver superfaturamento de obras e desvio de dinheiro púbico. O pior é que a sistemática do ensino público, pela qual o aluno não pode rodar, vai chegar às universidades e o mercado de trabalho terá cada vez mais gente incompetente. O pior é que cada vez mais teremos que andar com os vidros do carro fechados, carregar as mil chaves das mil grades e portas de nossas casas e ainda assim continuarmos sendo assaltados. O pior é que pagamos impostos. O pior é que o voto é obrigatório. O pior é que falta vergonha na cara, da base ao topo da pirâmide.
Viram só? Relativizei.
(ai, ai... ainda assim preciso de um chardonnay)


4 comentários:

Anônimo disse...

poxa....essa historia da vergonha eh q pega...

Ma�sa disse...

Depois de anos tomando soda caustica nada mais �bvio que o governo anestesie a popula�o com doses maci�as de otimismo para 2014.
E ainda acho que o pior de tudo, vai ser o PT lutando pelo terceiro mandato s� pra se beneficiar da farra das licita�es da copa.
Infelizmente, o futebol � o �pio do povo.

Taís Kipper da Silva disse...

E ele ainda dz que não dá pra governar sem os 38 bilhões da CPMF.
Só chorando mesmo!!!
Luciana, parabéns pelo blog.Gosto muito do jeito que tu escreve.

Luciana F. disse...

Tais, obrigada! Fique à vontade para contribuir sempre que quiser! Bjos