terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Talento

O Germano V. Xavier é um escritor super talentoso. Vai acabar na ABL, podem acreditar. Vou citar um trecho dele aqui (fui autorizada, sim!). Para ler o resto, acessem http://www.clubedecarteado.blogspot.com/.
"Na vida, tudo é uma questão de arrumação e de bom senso. Se bem soubéssemos, a partir desse instante selecionaríamos as nossas amizades da mesma maneira que escolhemos as tintas que colorirão os cômodos de nosso lar. Selecionaríamos os gostos, se amar ou não, se querer ou não, se ir ou não, se ser ou não. Da mesma forma, jogaríamos fora as nossas desilusões, os nossos desapertos e desapegos, assim como descartamos algumas peças do vestuário. E viveríamos mais e melhor, sem distorções, sem desatinos."

3 comentários:

Anônimo disse...

A vida é o que sentimos enquanto passamos por ela. Fugir desses sentimentos é tornar-se um mero espectador, sem participação. Sem percepção. Realmente o Germano é bom com as palavras, mas qual a emoção de se viver uma vida sabendo como ela começa, transcorre e termina?
Pode-se viver mais, mas não melhor. Nada como ser atropelado pelo inesperado. Surpreendido pelo vida.
Desmores e desilusões são paradigmas para novos amores e sonhos. Como viver sem eles?
Nossas experiênciasd, agradáveis ou não, fazem parte do nosso ser. Agregam-se na nossa vida, para valorizá-la ou depreciá-la, mas essa é a regra do jogo. Temos apenas que saber jogar. Ganhando ou perdendo, estamos jogando. E para isso estamos aqui. Um grande abraço.

Germano V. Xavier disse...

Saudações, meu caro anônimo!
Olha, a culpa toda é de Luciana!
Eu sou um mero escrevinhador... repleto de faltas e espaços para serem cobertos por saberes... Eu concordo contigo. Creio também que não fui muito claro nas palavras que usei. Quis dizer que é necessário a mudança, sim, e que o jogo que devemos saber jogar é mesmo esse. O jogo da vida. É tudo muito óbvio.

Lu, uma abração!
Valeu a força...

Germano

Luciana F. disse...

Germano e sua modéstia...ai, ai, ai...

aos anônimos, não responderei mais...