terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Momento espelho

O André, meu primo querido, disse a meu respeito, em seu blog: "a determinação e capacidade de superação dela me impressionam". Confesso que fiquei comovida. (ok, já disseram que eu choro até em largada de corrida de F-1, mas é exagero!) Bom, a questão é que, neste caso, como são elogios, achei interessante comentar. Na verdade, quem me conhece, sabe que eu não lido bem com elogios. Ok, me chamar de bonita, de gostosa, ou de coisas do gênero - isso não me afeta. O que pega é o elogio da minha capacidade humana. Se me julgam inteligente, se me consideram super-poderosa, se me põem num pedestal de maravilhas, isso me incomoda um pouco. Talvez porque eu tenha aquela sensação de que não sou nada disso - apesar de me esforçar para tanto. Talvez porque aquela sensação de fraude ainda persista na minha mente. Creio que muitas pessoas pensam assim, como se o mundo comprasse uma enganacão. Talvez eu subestime o mundo, pode ser. Ora, eu erro muito mais que acerto, estou longe da perfeição. Ocorre que tento encarar as coisas que a vida me apresenta da forma mais autêntica e natural possível. Claro, eu tenho sim um gene revolucionário, há uma valquíria dentro de mim, sou um soldado dos meus próprios valores e convicções. Talvez isso represente coragem e determinação ao mundo externo. Honestamente, quero muito ser tudo isso que as pessoas vêem em mim. Faço o que posso - e como sei que posso muito mais do que realmente faço, a luta é sem fim. Mas não há motivo para preocupação, eu gosto muito do campo de batalha.

4 comentários:

Anônimo disse...

eu nao so te admiro, como tenho uma inveja branca dessa tua obsessao pela perfeicao.
coragem!
grzh

Eduardo Buza Martins disse...

Lu, eu sempre admirei esse teu talento de buscar a superaçao, a superacao é que faz os verdadeiros campeoes.
Ultimamente, entretanto, eu tenho achado que tu está exagerando.
Eu, e acredito que todos os outros que te amam, te amam mesmo tu nao sendo perfeita, e nos sabemos que tu nao o é. A boa notícia e que vamos continuar te amando e te admirando com todas as tuas imperfeicoes, pois sao elas que te fazem humana e especial. Que graca teria uma vitoria para um ser perfeito?
Lu, tu é tudo isso que o André falou e algumas coisas a mais, aceita o elogio, reconhece que tu nao é, nem nunca vai ser perfeita, celebra a tua humanidade que é linda.
Essa obrigacao de ser perfeita pode matar a vontade de se superar a cada dia, a cada meta, essa vontade sim é importante.
Perfeicao é uma meta inatingível, acho que fixar a meta lá é se sabotar, criar frustracao desnecessária e isso, definitivamente, nao combina contigo...

Anônimo disse...

Não adianta tu tentar!
Eu e a torcida do flamengo continuamos te achando fodona!
;)
Mas refletindo sobre o que escrevestes, acho que o que as pessoas(pelo menos eu) admiram na verdade é tua confiabilidade.
Vejo com muito pessimismo a evolução(?) da humanidade para o individualismo e egocentrismo.
Neste mar de gente ocupado com o próprio umbigo, sabemos que tu te importa em ajudar as pessoas e também em manter tua credibilidade com estas.
Luciana Farias: missão dada é missão cumprida.
Isto é o que eu mais admiro e acho que isto tua modéstia não pode negar.
Beijos
Rafael

Luciana F. disse...

vcs querem que eu chore, falem a verdade?! rsrsrsrs....adoro vcs queridos! muitos brindes às missões cumpridas (e às pendentes também) no nosso super ano-novo! bjos!